Futebol

8 motivos para não perder a final do Mundial de Clubes da FIFA 2017

Foi mais difícil do que todos esperavam, mas a lógica acabou prevalecendo por mais um ano e europeus e sul-americanos farão a grande final da décima quarta edição do Mundial de Clubes da FIFA, competição que teve início no Brasil no ano 2000 e parece estar com os dias contados segundo notícias que chegam de todo o mundo.

Quer saber um pouco mais sobre o torneio e sobre o encontro entre Real Madrid e Grêmio que agita o sábado no Estádio Xeique Zayed em Abu Dhabi? Então não perca estas curiosidades que a Sportingbet preparou para você!

– Mundial de Clubes em perigo: O Mundial de Clubes da FIFA teve a sua primeira edição no Brasil no ano 2000 e depois de um hiato voltou com força total em 2005 para substituir a antiga Copa Intercontinental que colocava frente a frente no Japão todos os anos os campeões da Copa Libertadores da América e da UEFA Champions League.

O torneio foi criado para realmente ser mundial e dar chances para os campeões de outras confederações, mas acabou nunca sendo um sucesso de público e crítica, além de quase sempre ter sul-americanos e europeus na decisão.

Contando a edição atual em 14 edições do torneio em apenas 4 oportunidades isto não aconteceu: 2000, 2010, 2013 e 2016.

Com isso, já começam a pipocar rumores que um novo Mundial de Clubes mais robusto vem sendo estudado pela FIFA, e seria realizado a cada 4 anos no mesmo país onde será realizada a Copa do Mundo, substituindo a atual Copa das Confederações.

Os boatos ganham ainda mais força com o retorno da Copa Intercontinental, que deverá acontecer nos próximos anos após acordo entre Conmebol e Uefa.

– Terceira vez na história nos Emirados Árabes: Mesmo que o Mundial possa estar com os dias contados, pelo menos por contrato mais uma edição ainda está garantida para o ano que vem, e novamente terá os Emirados Árabes como país sede.

O país árabe foi nomeado como sede da competição em 2017 e 2018 após convenção da FIFA, e substituirá neste biênio o Japão, tradicional palco do torneio. Os Emirados possuíam como adversários para esta escolha o próprio Japão, assim como a Índia e o Brasil que se aproveitaria da estrutura deixada pela Copa do Mundo.

Esta será a terceira vez na história em que o Mundial de Clubes da FIFA desembarca nos Emirados Árabes Unidos, após as edições de 2009, onde o Barcelona ficou com o título e em 2010, quando nenhum torcedor gremista se esquece do Mazembe, que tirou o Internacional da final e foi derrotado pela Inter de Milão.

– Hegemonia espanhola ou empate com o Brasil: Nas 13 edições anteriores do Mundial de Clubes da FIFA a Espanha conquistou a competição por 5 vezes, três com o Barcelona e duas com o Real Madrid.

O Brasil vem logo na sequência com 4 conquistas, sendo duas do Corinthians, uma do São Paulo e uma do Internacional.

A grande decisão deste ano vai ser uma espécie de tira-teima: ou a Espanha dispara na liderança ou o futebol brasileiro vai conseguir igualar o número de conquistas.

– Única derrota espanhola no Mundial foi para um gaúcho: Assim como nenhum torcedor gremista se esquece do Mazembe, nenhum torcedor do Internacional gostaria de deixar essa passar em branco.

O Barcelona é a equipe europeia com mais participações no Mundial da FIFA com 4 edições, sendo também o maior campeão da história do torneio com 3 conquistas.

A única derrota do time Culé em uma decisão foi justamente contra o Internacional em 2006, com gol histórico de Adriano Gabiru na grande decisão.

– Renato Gaúcho em busca de história: Para o Grêmio conquistar o mundo não é nenhuma novidade, já que em 1983 o Tricolor Gaúcho conquistou a Copa Libertadores da América e também a Copa Intercontinental, reconhecida recentemente pela FIFA como título mundial.

E o herói da grande final de 1983 contra o Hamburgo no Japão tem nome, sobrenome e está louco para ganhar uma estátua na Arena do Grêmio: Renato Portaluppi. Saíram dos pés dele os dois gols daquela final contra os alemães.

Hoje, 34 anos depois, o treinador pode fazer parte de uma seleta lista que só tem 4 nomes de homens que já foram campeões mundiais tanto como jogadores quanto como treinadores.

Esta lista ironicamente inclui Zinedine Zidane, seu adversário de hoje e treinador do Real Madrid, Carlo Ancelotti, Luis Cubilla e Juan Mujica.

– Real Madrid em busca de história: Assim como Renato, o Real Madrid quer fazer história, além de empatar com o Barcelona como o maior campeão da história do torneio se conquistar a sua terceira taça.

Nenhum clube da era moderna da UEFA Champions League havia conquistado ainda um bicampeonato consecutivo, feito alcançado pelos Merengues neste ano. Com isso, a equipe tenta também o feito histórico de ser a primeira equipe da história a conquistar por duas temporadas consecutivas o Mundial de Clubes da FIFA.

– Uniformes tradicionais: Em uma era onde o Marketing vem dominando cada vez mais e vemos os clubes a cada dia mais descaracterizados de suas identidades, desta vez teremos a tradição entrando em campo na grande final do Mundial de Clubes da FIFA em 2017.

Em reunião realizada na véspera da partida entre representantes da FIFA e das duas equipes ficou acordado que o Real Madrid irá jogar com seu uniforme tradicional, todo branco, enquanto o Grêmio jogará com a tradicional camisa tricolor, o tradicional calção preto e a única diferença seriam as meias pretas, tornando o uniforme assim exatamente igual ao utilizado na primeira final da Libertadores deste ano contra o Lanús.

– Detalhes da final: A partida final do Mundial de Clubes da FIFA acontece neste sábado dia 16 de dezembro às 15 horas pelo horário de Brasília. O palco da grande decisão será o Estádio Xeique Zayed em Abu Dhabi, que tem capacidade para 49.500 torcedores.

O árbitro para a decisão será o mexicano César Ramos, e para esta final não teremos nenhum desfalque por contusão ou suspensão.

O Grêmio chega com um pouco mais de desgaste por ter precisado da prorrogação para bater o Pachuca, mas tem ao seu favor o fato de estar mais descansado por conta do final do Campeonato Brasileiro e de não utilizar a sua equipe titular desde a decisão da Libertadores.

O Real Madrid apesar de ter vencido o Al Jazira no tempo normal de jogo chega com um dia a menos de descanso, já que entrou em campo na quarta e o jogo do Grêmio foi na terça, havia enfrentando o Sevilla no último sábado pelo Campeonato Espanhol e ainda entra em campo com a cabeça na partida contra o Barcelona, que acontece no sábado que vem também pelo Campeonato Espanhol.

 

Quem vai levar a melhor na grande decisão? Não deixe de passar na Sportingbet e aposte agora mesmo na grande final do Mundial de Clubes da FIFA 2017!

Deixe um comentário
Compartilhe
Basquete

Seis motivos para não perder a temporada 2017-18 da NBA

Após uma longa espera a maior liga de basquete do mundo está de volta nesta noite com o início da temporada 2017-18 da NBA. Ainda precisa de bons motivos para acompanhar estes jogos mais do que emocionantes? Então listamos alguns para você curtir este novo ano com muito mais emoção apostando na Sportingbet.

 

– Recorde de estrangeiros: a temporada 2017-18 da NBA já começa quebrando um recorde: serão nada menos do que 108 jogadores estrangeiros na liga vindos de 42 países diferentes, um número considerável para a melhor liga de basquete do mundo. Para se ter uma ideia deste grande número, cada franquia neste ano terá pelo menos um jogador que não nasceu nos Estados Unidos.

Mas apesar do grande número de estrangeiros na liga nesta temporada o Brasil sofrerá uma queda brusca no número de jogadores presentes pelo menos neste início da competição. Serão 5 brasileiros no total: o eterno Nenê Hilário e os bons jovens Cristiano Felício, Bruno Caboclo, Lucas Nogueira e Raulzinho.

Todos eles estavam presentes na temporada passada e ainda tinham a companhia de Anderson Varejão, Tiago Splitter e Leandrinho, cortados por suas respectivas franquias, e de Marcelinho Huertas que após temporadas frustradas na NBA resolveu acertar a sua volta ao basquete espanhol. O novato Georginho, que havia sido contratado pelo Houston Rockets foi cortado e jogará na liga de desenvolvimento.

 

– Todos contra Golden State: O time do Golden State Warriors é sem nenhuma sombra de dúvidas um dos maiores cases de sucesso da liga nas últimas décadas e foi construído degrau por degrau até chegar no grau de excelência que mostra hoje dentro de quadra.

O time se tornou quase um sinônimo de tudo o que há de mais moderno no basquete hoje em dia e na última temporada ainda fez uma das mais ousadas aventuras no mercado para trazer Kevin Durant para o time que já contava com nomes como Stephen Curry, Klay Thompson e Draymond Green.

Para este ano o principal reforço do time foi não perder nenhum jogador, e com o entrosamento conquistado na temporada passada larga diversos passos à frente de todos os rivais e novamente como alvo a ser batido por todas as outras franquias da NBA.

 

– Cavs ainda o alvo a ser batido no Leste: Se os maiores talentos da atual temporada estão quase em sua totalidade na Conferência Oeste da liga, do lado Leste ainda há um nome capaz de desequilibrar qualquer partida a qualquer momento: LeBron James.

Para este ano a franquia de Ohio cercou o King com diversos nomes de respeito dos últimos anos na NBA, reeditando a dupla de sucesso com Dwyane Wade e dando uma nova chance para contundidos como Derrick Rose e Isaiah Thomas voltarem a brilhar.

Se vai dar certo ainda é uma incógnita, tanto por conta do entrosamento quanto pela idade e condição física dos contratados ou ainda por conta da guerra de egos que pode existir e ficou clara com reclamações recentes de J.R Smith, mas neste início de temporada os Cavs abrem a liga como alvo a ser batido no Leste e franquia que chama mais atenção na conferência.

 

– O que esperar do novo Boston Celtics: Se os Cavs entram com o status de grandes favoritos ao título da Conferência Leste da NBA, com toda a certeza fica por conta do Boston Celtics o papel de principal candidato para atrapalhar os planos do time de Cleveland e deixar LeBron James de fora das finais da NBA pela primeira vez desde a temporada 2010-11.

Para este ano o time de Boston trouxe justamente de Cleveland o Uncle Drew Kyrie Irving para junto com nomes como Gordon Hayward e Al Horford tentar levar o time com mais títulos da NBA na história de volta ao caminho do sucesso.

Resta saber o entrosamento vai chegar rápido para a equipe ou se teremos uma temporada de adaptação em Boston.

 

– Novatos badalados: Se Kyrie Irving tem como missão levar o Boston Celtics de volta às glórias no Los Angeles Lakers este papel estará nas mãos de um dos novatos mais badalados nos últimos tempos, Lonzo Ball que foi draftado pelo time na segunda posição deste ano.

Porém, o filho do falastrão LaVar Ball não deve ser o único novato a chamar a atenção nesta temporada e quando o quesito são os “Rookies” nenhum time em toda a liga gera mais expectativa para esta temporada do que o Philadelphia 76ers.

Após anos sendo a pior equipe da liga e passando por uma reformulação que trouxe nomes importantes para o time como Joel Embiid o time precisa deixar para trás a maldição das lesões para finalmente lutar por uma vaga nos playoffs.

Uma das principais vítimas desta maldição foi Ben Simmons, primeira escolha do draft do ano passado que sequer estreou na liga ainda por conta de contução na pré-temporada passada. Ainda nos 76ers poderemos ver também Markelle Fultz, que entra em ação com o status de primeira escolha do draft deste ano.

 

– Super times: Para bater de frente com equipes estruturadas e novatos chegando com fome de bola na liga as outras franquias tiveram que correr atrás e montar elencos estrelados para terem alguma chance de enfrentar de igual para igual aos favoritos.

E esta necessidade trouxe movimentações interessantes no mercado de transferências, onde sem nenhuma sombra de dúvidas o Oklahoma City Thunder, que trouxe Paul George e Carmelo Anthony para fazer companhia para o atual MVP Russell Westbrook e o Houston Rockets de James Harden que foi atrás de Chris Paul foram os maiores destaques.

 

Quem vai levar a melhor nesta temporada que se inicia? Hora de passar na Sportingbet e apostar em todos os jogos desde o início da temporada 2017-18 da NBA!

Deixe um comentário
Compartilhe
Futebol

Os destaques da final da Copa do Brasil 2017

A Copa do Brasil chega ao final nesta quarta-feira com Cruzeiro e Flamengo disputando 90 minutos de futebol para definir quem vai conquistar o segundo título mais importante do futebol nacional e que dá ao campeão uma vaga já garantida na Copa Libertadores da América do ano que vem.

Além do título em jogo há também diversos outros destaques que entrarão em campo nesta noite no Mineirão. Quer saber mais sobre a grande partida? Então confira abaixo o guia que preparamos para você.

– Tudo igual na primeira partida: A primeira partida das finais da Copa do Brasil deste ano aconteceu no Maracanã no dia 7 de setembro, o feriado da Independência do Brasil. E tudo terminou empatado em 1×1, deixando a decisão 100% para esta partida de volta no Mineirão.

Vale lembrar que o regulamento da Copa do Brasil não prevê o gol qualificado nestas finais, o que na prática significa que qualquer empate nesta noite leva a decisão para os pênaltis independentemente do placar.

Também vale lembrar que a decisão irá direto para os pênaltis sem a disputa de uma prorrogação antes.

– Um torneio de revanches: Flamengo e Cruzeiro disputaram a final da Copa do Brasil em 2003, e coincidentemente a primeira partida terminou empatada em 1×1 no Maracanã com o jogo de volta no Mineirão sendo vencido pelo Cruzeiro por 3×1.

Esta é a terceira vez que uma final é repetida na Copa do Brasil e nas duas primeiras vezes o derrotado da primeira vez conseguiu a revanche na segunda oportunidade: o Grêmio perdeu para o Corinthians em 1995 e conseguiu vencer os adversários em 2001. O Cruzeiro também já viveu essa situação, tendo vencido o Palmeiras em 1996 e sendo derrotado em 1998.

– Rueda em busca do título e história: Reinaldo Rueda assumiu o Flamengo há pouco tempo e já pode conquistar o seu primeiro título no futebol brasileiro precisando apenas fazer o seu time vencer o Cruzeiro nesta noite.

Este será um feito histórico já que nenhum técnico estrangeiro jamais conseguiu conquistar o título da Copa do Brasil. E estrangeiros fazendo sucesso por aqui em nível nacional é um feito muito raro, já que apenas o argentino Carlos Volante já conseguiu o feito em 1959, ao levar o Bahia ao título do Campeonato Brasileiro de 1959 vencendo o Santos de Pelé na final.

– Mano Menezes contra o tabu: Mano Menezes é um dos técnicos mais importantes do futebol nacional nas últimas décadas, tendo inclusive uma passagem pela seleção brasileira que terminou de maneira abrupta por problemas políticos ainda antes da Copa de 2014.

Sendo considerado há anos um técnico de elite, Mano convive com um incômodo jejum de títulos: não tem nenhuma conquista há 8 anos, desde que levou o Corinthians ao título justamente da Copa do Brasil em 2009.

– Tira-teima entre as duas equipes: Flamengo e Cruzeiro é um dos confrontos mais frequentes da Copa do Brasil e já aconteceu em quatro oportunidades diferentes, com duas classificações para cada um dos lados.

Quem vencer nesta noite além de conquistar o título poderá comemorar a hegemonia contra um dos rivais mais importantes do futebol brasileiro.

– Cruzeiro desde o início na competição: O regulamento da Copa do Brasil deste ano teve diversas alterações para durar durante quase todo o ano, assim como a Copa Libertadores da América e a Copa Sul-americana que também tiveram os seus regulamentos alterados para este ano.

O Cruzeiro que não teve uma grande temporada em 2016 entrou na Copa do Brasil de 2017 ainda na primeira fase e teve que passar por Volta Redonda ainda em fevereiro pela primeira fase, depois superando São Francisco do Pará, Murici, São Paulo, Chapecoense, Palmeiras e Grêmio para chegar até esta final.

– Flamengo cortando caminho: O Flamengo, por outro lado, disputou a Copa Libertadores da América deste ano e por conta disso o regulamento previa a sua entrada apenas nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Com isso, o time teve que passar “apenas” por Atlético-GO, Santos e Botafogo para chegar nesta grande decisão.

 

A Copa do Brasil chega ao final nesta noite e você já pode fazer as duas apostas na Sportingbet. Escolha o seu favorito e boa sorte!

 

Deixe um comentário
Compartilhe
MMA/UFC

6 motivos para não perder Mayweather x McGregor

Começou apenas como uma provocação via televisão, tomou conta da internet e o que ninguém parecia acreditar acontecerá neste fim de semana, quando Floyd Mayweather Jr irá deixar a sua aposentadoria para enfrentar o campeão do UFC Conor McGregor dentro do ringue.

Ainda precisa de bons motivos para acompanhar este combate? Então listamos alguns para que você curta com muito mais emoção e aproveite para apostar nesta luta na Sportingbet.

– Boxe. Apenas boxe: Teremos em ação dois lutadores com raízes completamente diferentes: um boxeador e um lutador de MMA. Porém, nada de mistura nas regras do combate: serão utilizadas as regras do boxe e o combate será realizado em 12 rounds.

A única diferença para as lutas “normais” será a luva utilizada para este combate que terá 8 onças, um pouco menores do que as tradicionais luvas de 10 onças utilizadas normalmente em combates profissionais nesta faixa de peso.

– Mayweather em busca da 50ª vitória: Floyd Mayweather é uma lenda do boxe e ninguém pode tirar o seu status. Com um cartel de 49 vitórias em 49 lutas, Mayweather precisa desta vitória para superar outro nome lendário do boxe: Rocky Marciano.

O norte-americano está com 40 anos e aposentado há 2, mas nunca se pode duvidas e um homem que foi 13 vezes campeão mundial da nobre arte.

– McGregor querendo estender seu domínio para fora do MMA: Conor McGregor já escreveu o seu nome na história do MMA ao ser o primeiro e único lutador do UFC até aqui a ter conquistado o cinturão em duas categorias de peso ao mesmo tempo.

Agora migra para o boxe em busca de algo que o Ultimate ainda é apenas uma criança perto da nobre arte: o dinheiro. Para se ter uma ideia, a bolsa inicial garantida para o irlandês promete ser nada menos do que 20 vezes maior do que a maior bolsa que já ganhou no UFC.

– Money Fight: Quem diz que esta luta começou apenas pelo dinheiro pode não estar totalmente errado, já que o combate vai movimentar cifras bilionárias, mas acredite: após toda a provocação que ambos fizeram na divulgação da luta, agora é pessoal. E muito pessoal.

Mas isso não apaga o fato de que teremos muito dinheiro envolvido nesta “Money Fight”. A expectativa é a de que este combate movimente algo em torno de U$1,9 bilhão, incluindo valores de vendas de pacotes de pay per view, patrocínios, produtos licenciados, ingressos e isso sem considerar a grande quantidade de turistas que estarão em Las Vegas lotando hotéis, cassinos e outros estabelecimentos menos ortodoxos no fim de semana do evento.

– Money Belt: Embora não tenha um título em jogo, esta luta terá um cinturão para o vencedor e recebeu o apelido mais perfeito possível para a ocasião: Money Belt.

E pode acreditar que este não é um simples apelido para o cinturão que estará em jogo na noite do próximo sábado na T-Mobile Arena em Las Vegas. A peça não teve o seu valor total divulgado, mas podemos imaginar observando as suas especificações. O cinturão para a luta entre Mayweather e McGregor foi feito em couro de crocodilo e terá nada menos do que 3.300 pedras preciosas que variam entre safiras, diamantes e esmeraldas. Além disso, o cinturão ainda terá um quilo e meio de ouro sólido de 24 quilates.

Para o combate entre Mayweather e Pacquiao em 2015 o valor total do cinturão era de 1 milhão de dólares, valor que não deve ficar muito longe do cinturão de agora.

– UFC tentando reconquistar um espaço que perdeu com os fãs: O UFC em um passado não muito distante era uma das marcas mais valiosas do esporte mundial, valor de mercado este que vem caindo cada vez mais com o crescimento de outros eventos como o Bellator e uma entressafra de grandes astros, com a aposentadoria ou o envelhecimento de nomes como Brock Lesnar, Georges St-Pierre ou Anderson Silva.

O crescimento de Conor McGregor é uma chance do próprio UFC recuperar alguns fãs para a venda de pacotes de pay per view, que sempre foi a galinha dos ovos de ouro da companhia. A pergunta que fica no ar é: McGregor vai voltar ao octógono independentemente do resultado da luta contra Mayweather neste sábado?

 

A sorte está lançada e a maior luta dos últimos anos espera o seu palpite na Sportingbet. Aproveite para levar um pedaço do prêmio desta Money Fight!

 

Saiba mais

Confira as cotas para apostar em Mayweather x McGregor na Sportingbet

Deixe um comentário
Compartilhe
Futebol

Rola a bola na Premier League 2017-18

Esqueça o que você sempre ouviu falar sobre o futebol europeu. Enquanto outros grandes centros do futebol mundial tem a sua disputa restrita a no máximo duas ou três equipes, a Premier League se destaca no continente justamente por ter o equilíbrio como a sua marca registrada, proporcionando até mesmo grandes surpresas como o Leicester de Claudio Ranieri que conquistou o título na temporada retrasada.

Esqueça também tudo o que sempre te contaram sobre o futebol inglês ser restrito a muita força e com apenas o chuveirinho como jogada de ataque para as equipes. Com a chegada de grandes atletas de todas as partes do mundo o Campeonato Inglês virou sinônimo de grandes partidas, com os clubes pequenos dando muito trabalho para os gigantes e com “zebras” constantes em quase todas as rodadas.

Só não esqueça de um detalhe: a temporada 2017-18 da Premier League começa nesta sexta-feira e você já pode apostar em diversos mercados diferentes na Sportingbet. Para aquecer, confira o que vai rolar de melhor nesta temporada:

 

Disputa pelo título em Manchester: Assim como na temporada passada quando os dois eram a novidade da liga, José Mourinho e Pep Guardiola abrem a temporada com as suas equipes disputando cabeça a cabeça o status de favoritas ao título da Premier League.

O Manchester City foi quem mais gastou até aqui para esta temporada e trouxe diversos nomes para reforçar principalmente a sua defesa, com o goleiro Ederson e os laterais Walker, Danilo e Mendy.

O maior reforço ofensivo para a equipe nesta temporada foi o português Bernardo Silva, que chega para tentar municiar Gabriel Jesus no ataque da equipe agora que o jovem está livre das lesões e adaptado ao futebol inglês.

O Manchester United tenta voltar a brilhar nesta temporada e volta à UEFA Champions League com o reforço de Lukaku, que só custou menos do que Neymar nesta janela de transferências. O time trouxe também Matic e Lindelof, e ainda pode ter o retorno de Ibrahimovic para a temporada.

 

Quem será o melhor de Londres: Na temporada passada o Chelsea não deu nenhuma chance aos adversários e conquistou o título da Premier League sem grandes dificuldades. Porém neste ano o time perdeu peças importantes como Matic e Diego Costa, e a sua maior contratação para tentar se manter no topo foi Alvaro Morata que veio do Real Madrid.

Em Londres quem fez a contratação que tem tudo para ser a melhor do ano na Premier League foi o Arsenal, que trouxe Alexandre Lacazette que vinha há anos chamando a atenção no comando de ataque do Lyon, e pode fazer uma boa dupla com Alexis Sánchez se o time conseguir manter o chileno em seu elenco.

Grande nome das últimas temporadas o Tottenham chega desfalcado para este ano, não de grandes jogadores mas sim de sua casa, o White Hart Lane. Como não poderá usar a sua casa nesta temporada por conta da construção do novo estádio, o Tottenham irá mandar os seus jogos em Wembley onde não foi bem na temporada passada.

 

Liverpool, uma incógnita: O Liverpool terá neste ano a sua segunda temporada completa sob o comando de Jürgen Klopp. E o treinador promete ir com tudo para tentar fazer bonito e encerrar um jejum de mais de duas décadas sem títulos no futebol inglês.

Os Reds também estarão de volta à Champions League e para isso contratou o egípcio da Roma Mohamed Salah para qualificar o seu trio de ataque que já conta com Coutinho, Firmino e Mané.

E fica por conta justamente de Coutinho a grande incógnita vermelha desta temporada: se Coutinho ficar no time é bom candidato a brigar nas primeiras colocações. Se Coutinho sair o time não tem nenhum nome capaz de fazer o papel do brasileiro em seu elenco, e será difícil achar este nome em um mercado de transferências inflacionado como este atual.

 

Everton o candidato a surpresa: Se no lado vermelho de Liverpool há uma aura de incerteza neste ano, o lado azul do Everton trouxe grandes nomes para qualificar o elenco que continuará sendo treinado por Ronald Koeman.

Se o time perdeu o artilheiro Lukaku, usou o dinheiro e trouxe nomes como Wayne Rooney, que voltará ao time que o revelou, o goleiro Pickford, o zagueiro Keane e o meia Klaasen do Ajax, uma das principais revelações do continente.

 

Luta contra o rebaixamento: Se a briga pelo título promete ser emocionante, a briga contra a despromoção para o Championship também promete ser emocionante nesta temporada do Campeonato Inglês, onde novamente três equipes serão rebaixadas para a segunda divisão em 2018-19.

O Burnley passou longe de correr risco no ano passado, ficando 6 pontos acima da zona de rebaixamento, mas nesta temporada se junta aos recém promovidos Brighton e Huddersfield como favoritos ao rebaixamento. O Newcastle, que também foi promovido na última temporada, não figura entre as maiores cotações mas terá que contar com um bom trabalho de Rafa Benítez para se manter na elite.

 

A temporada está apenas começando e a janela de transferências ainda não se fechou, mas é hora de apostar na Premier League na Sportingbet e curtir todas as rodadas do torneio com muito mais emoção!

 

Saiba mais:

Confira as cotas para apostar nos jogos da Premier League

Confira as cotas para apostar no Campeão da Premier League

Confira as cotas para apostar no Rebaixamento da Premier League

Deixe um comentário
Compartilhe
MMA/UFC

Seis motivos para não perder o UFC 214

O UFC desembarca neste fim de semana no Honda Center em Anaheim para um dos cards mais esperados deste ano de 2017. Quer saber por que você nem pode pensar em perder o UFC 214? Então confira o que vai rolar de melhor e aposte em todos os combates agora mesmo na Sportingbet!

– Três disputas de cinturão: Esqueça a história de que um é pouco, dois é bom, três é demais. Quando o assunto são disputas de cinturão quanto mais melhor, e o UFC 214 terá nada menos do que três lutas com um título em jogo: no combate principal da noite Daniel Cormier enfrenta Jon Jones, e nas duas outras lutas teremos brasileiros disputando o cinturão: Demian Maia e Cris Cyborg.

– Cris Cyborg em busca do título: Cristiane Justino no RG, Cris Cyborg dentro do octógono. A curitibana é com toda a certeza a melhor lutadora de MMA do mundo e tem apenas uma derrota em sua carreira, em sua estreia nas artes marciais mistas no distante ano de 2005.

A lutadora que conquistou títulos no Strikeforce e no Invicta FC agora tenta conquistar também o UFC, na recém-criada divisão do peso pena feminino onde a antiga campeã Germaine de Randamie teve o título retirado por se recusar a enfrentar Cyborg.

Desta vez a brasileira terá como adversária a norte-americana Tonya Evinger, atual campeã peso galo do Invicta e que faz a sua estreia no UFC.

– Demian Maia em busca do título: Demian Maia entrará em ação neste sábado para se tornar o 13º lutador da história a disputar o título em duas categorias de peso diferentes.

O paulista tenta desta vez no peso meio-médio ter uma sorte melhor do que teve contra Anderson Silva na categoria de cima para se tornar o primeiro brasileiro da história campeão entre os meio-médios do Ultimate.

Como adversário Demian Maia terá Tyron Woodley, campeão que defendeu o título em duas lutas épicas contra Stephen Thompson.

– Reencontro entre Jon Jones e Daniel Cormier: Esta é uma das maiores rivalidades da atualidade no MMA mundial.

Atleta olímpico de wrestling, Daniel Cormier é o atual campeão e tem em toda a sua carreira no MMA apenas uma derrota, justamente contra Jon Jones.

Jones volta ao octógono após um ano suspenso por doping e tenta recuperar o seu título que foi retirado após uma série de polêmicas externas à sua carreira, que foram desde uma internação por uso de cocaína até mesmo um acidente de trânsito sem socorro prestado a uma grávida.

– Robbie Lawler contra Donald Cerrone: Um é ex-campeão da categoria, enquanto o outro é um dos mais duros lutadores do esporte em qualquer categoria de peso que seja.

Com dois lutadores deste porte se enfrentando, não podemos esperar nada menos do que uma candidata a melhor luta do ano de 2017.

Lawler não luta desde que perdeu o título para Tyron Woodley no UFC 201 em julho do ano passado, enquanto Cerrone perdeu pela primeira vez em sua nova divisão de peso contra Jorge Masvidal no último combate quando vinha de 4 vitórias consecutivas.

– Renan Barão: Após tentar a sorte no peso pena com uma vitória e uma derrota, Renan Barão resolveu voltar para o peso galo e enfrentar o candidato a astro Aljamain Sterling.

Porém, por conta dos problemas no corte de peso para a luta contra TJ Dillashaw a comissão atlética vetou Barão lutar diretamente nesta divisão, com este combate sendo realizado em peso combinado e intermediário.

 

Aproveite para apostar em todos os combates da noite do UFC 214, as cotas já estão disponíveis na Sportingbet.

 

Saiba mais:

Confira as cotas para apostar no UFC 214

Deixe um comentário
Compartilhe
MMA/UFC

UFC 213: Nunes vs Shevchenko II

O UFC desembarca em Las Vegas neste final de semana para mais um evento com duas disputas de cinturão e mais grandes nomes do MMA em ação. Quer saber o que vai acontecer de melhor na noite de combates do T-Mobile Arena? Então confira e aproveite para apostar agora mesmo na Sportingbet em todos os combates da noite!

– Amanda Nunes vs Valentina Shevchenko: A baiana Amanda Nunes conquistou o cinturão peso galo feminino do UFC há um ano, no lendário UFC 200 que aconteceu em 9 de julho de 2016 na T-Mobile Arena.

Após defender com sucesso o seu título por uma vez e praticamente aposentar Ronda Rousey a Leoa brasileira volta ao octógono e agora terá uma velha conhecida pela frente: Valentina Shevchenko, a quem já enfrentou e venceu no UFC 196.

Nascida no Quirguistão e moradora do Peru, Shevchenko é campeã mundial de Muay Thai e Kickboxing. A lutadora de 28 anos tem um cartel com 14 vitórias e duas derrotas, e chega para este combate após duas vitorias consecutivas contra Holly Holm e Julianna Peña.

– Yoel Romero vs Robert Whittaker: Enquanto Michael Bisping não defende o seu título, esperando um provável retorno de Georges Saint Pierre ao Ultimate, o evento terá uma disputa de cinturão interino no peso médio no UFC 213 entre o líder do ranking, Yoel Romero, contra o campeão do TUF Robert Whittaker.

O cubano medalhista olímpico em Wrestling Yoel Romero tem apenas uma derrota em toda a sua carreira e está invicto desde que chegou ao UFC.

Robert Whittaker é australiano e entrou no Ultimate como campeão do TUF Smashes, e após uma fase ruim com duas derrotas acumula nada menos do que 7 vitórias consecutivas.

– Fabrício Werdum vs Alistair Overrem: O capítulo final da trilogia entre dois gigantes do MMA atravessa o mundo e será realizado no UFC 213.

Fabrício Werdum é ex-campeão do UFC e venceu o encontro que teve contra Overeem no Japão pelo Pride.

Alistair Overeem é ex-campeão do Strikeforce e venceu Werdum no encontro que os dois tiveram neste evento.

– Anthony Pettis: Anthony Pettis chegou ao UFC com status de campeão do WEC e após tropeçar contra Clay Guida na estreia foi muito bem depois, incluindo conquistar e manter o cinturão do Ultimate.

Porém, assim que perdeu o cinturão para Rafael dos Anjos entrou em um verdadeiro inferno astral, que inclui uma descida para o peso pena e 4 derrotas nos últimos 5 combates. Agora, o lutador volta ao peso leve e enfrenta o mais do que experiente Jim Miller.

– Travis Browne: Três derrotas consecutivas levaram Travis Browne do status de um dos favoritos ao título dos pesos pesados ao posto de apenas namorado de Ronda Rousey. Tentando retomar o foco de sua carreira, o lutador terá um desafio nesta vez contra o russo Oleksiy Oliynyk, um veterano no MMA que tem em seu cartel 51 vitórias e 10 derrotas, além de um empate.

– Brasileiros em ação: Além de Amanda Nunes e Fabrício Werdum o Brasil será representado na noite do UFC 213 por Douglas Silva de Andrade, que enfrenta o porto-riquenho Rob Font, além de Thiago Santos que mede forças contra o norte-americano Gerald Meerschaert.

Não perca tempo e corra para apostar no UFC 213: Nunes vs Shevchenko II agora mesmo na Sportingbet. O evento terá transmissão ao vivo e exclusiva para todo o Brasil do Canal Combate.

Deixe um comentário
Compartilhe
Futebol

Hora de curtir a Copa das Confederações 2017

A Copa das Confederações de 2017 será a décima edição do tradicional torneio preparatório para a Copa do Mundo, e começa neste fim de semana na Rússia. Mesmo sem o Brasil teremos diversos motivos para assistir a todos os jogos e apostar nas partidas na Sportingbet!

– Provável última edição: Para quem gosta da Copa das Confederações esta é uma chance de ouro de curtir a competição. E mais: pode ser a última. A tradicional competição que é realizada no ano anterior da Copa do Mundo como evento preparatório para o Mundial deve ter em 2017 a sua última edição realizada.

Os motivos para o fim do torneio são muitos, como por exemplo a problemática decisão de realizar a Copa do Mundo no Catar em 2022, o que deixaria o calendário sem datas para realizar o torneio em 2021, além de problemas na organização deste ano, que ainda não conseguiu vender todos os ingressos e os direitos de transmissão para a TV russa.

Como boa lembrança restarão as edições anteriores, como a que foi realizada no Brasil em 2013 e que foi sucesso de público e esportivamente, com 4 seleções campeãs mundiais em campo.

– Preparação para a Copa e Hooligans: A Rússia é um país famoso por seus Hooligans, assim como a Inglaterra foi nos anos 80 e primeira metade da década de 90. Um dos desafios da organização da Copa das Confederações faltando apenas um ano para o Mundial será mostrar ao mundo que estes torcedores violentos não serão problemas durante o torneio.

Um detalhe curioso desta edição da Copa das Confederações será o fato de que a Rússia é o maior país do mundo mas as seleções terão deslocamentos menores do que na Copa do Brasil em 2014, podendo utilizar a Copa das Confederações também para testar estas logísticas.

– Edição com menos campeões mundiais em campo: Esta será a edição da Copa das Confederações com menos campeões do mundo em campo, tendo apenas a Alemanha como representante das oito seleções que já venceram a Copa do Mundo.

– Estreias na Conmebol e UEFA: Muito deste fato de termos apenas a Alemanha como campeã mundial vem do fato de termos visto recentemente na Eurocopa e na Copa América seleções conquistando o título pela primeira vez. É o caso do Chile, que em 2015 em casa conquistou a competição pela primeira vez sob o comando de Jorge Sampaoli, que hoje treina a Argentina que ainda corre o risco de ficar de fora da Copa do Mundo e de Portugal, que venceu a UEFA Euro pela primeira vez em sua história.

– Chance de Portugal ganhar o primeiro título em nível mundial: A geração de Cristiano Ronaldo conseguiu em 2016 um feito que nem o time de Eusébio nos anos 60 conseguiu: levantar o título da UEFA Euro.

E para continuar fazendo história o melhor jogador do mundo mesmo cansado das conquistas do Campeonato Espanhol e da Champions League com o Real Madrid não quis saber de férias e estará nos gramados da Rússia tentando conseguir o primeiro título em nível mundial da Seleção de Portugal.

– Os Grupos: A Copa das Confederações de 2017 estará dividida em dois grupos com 4 seleções cada:

Grupo A:

– 🇷🇺 Rússia

– 🇳🇿 Nova Zelândia

– 🇵🇹 Portugal

– 🇲🇽 México

Grupo B:

– 🇨🇲 Camarões

– 🇨🇱 Chile

– 🇦🇺 Austrália

– 🇩🇪 Alemanha

– O formato de disputa: As seleções jogarão em partida única dentro do próprio grupo. Campeão e vice de cada grupo irão para as semifinais e os vencedores fazem a final, no dia 2 de julho em Moscou.

Não perca tempo, as cotas para apostar na Copa das Confederações 2017 já estão disponíveis na Sportingbet!

 

Saiba mais:

Confira as cotas para apostar na Copa das Confederações

Deixe um comentário
Compartilhe
Futebol

Os destaques da final da UEFA Champions League 2016-17

O sábado será de festa para os torcedores de todas as partes do mundo com a grande final da UEFA Champions League entre Real Madrid e Juventus, que se enfrentam no Millenium Stadium em Cardiff.

Quer saber mais sobre a grande decisão? Então confira tudo antes de apostar em seu favorito na Sportingbet.

– Revanche de 1997-98: Há 19 anos estas mesmas equipes se encontraram na grande final da UEFA Champions League, naquela temporada disputada em Amsterdam, na Amsterdam Arena. E na casa do Ajax foi o Real Madrid quem levou a melhor, conquistando o título com um gol solitário de Mijatovic aos 21 minutos do segundo tempo.

A grande curiosidade fica por conta de Zidane, que hoje dirige o Real Madrid e naquela temporada era o grande nome da Juventus. Antonio Conte, hoje técnico do Chelsea, também era atleta da Juventus, entrando no segundo tempo no lugar de Didier Deschamps, hoje técnico da Seleção da França.

– Uma equipe que vale por um país: O Real Madrid pode conquistar neste sábado a UEFA Champions League pela décima segunda vez. Para se ter uma ideia do tamanho deste feito, caso o Real consiga esta proeza terá o mesmo número de títulos de todas as equipes italianas ou inglesas somadas.

– Em busca da Tríplice Coroa: Caso a Juventus conquiste o título, irá ser a 9ª Tríplice Coroa da história da Liga dos Campeões desde o início da competição em 1955-56. E mais do que isso, a Juve pode se tornar a melhor equipe da história a ser campeã invicta da UEFA Champions League, para isso só precisa vencer o Real Madrid no tempo normal de jogo.

– Em busca do bicampeonato inédito: O Real Madrid chega neste sábado a incrível marca de 500 jogos na história da UEFA Champions League. E mais do que isso tenta ser a primeira equipe na era da Liga dos Campeões, desde a temporada 1992-92 a conquistar o título por duas temporadas de maneira consecutiva.

Antes do Real Madrid Milan, Ajax, Juventus e Manchester United tentaram este feito mas perderam na segunda decisão onde tentavam defender o seu título.

– Jogador mais velho a ser campeão: O goleiro mito da Juventus Gianluigi Buffon terá 39 anos e 126 dias na grande final da UEFA Champions League, podendo se tornar o jogador mais velho da história a levantar o troféu de campeão da competição, superando o também italiano Paolo Maldini, campeão com o Milan em 2007 com 38 anos e 331 dias.

E nesta tentativa de conquistar o único troféu que falta em sua carreira, Buffon tem feito bonito: em 8 das 11 partidas até aqui saiu de campo sem tomar gols.

– Dani Alves em busca de recorde pessoal: Daniel Alves chegou na partida semifinal contra o Monaco ao seu 99º jogo de UEFA Champions League. Ao entrar em campo neste sábado irá se tornar o 31ª atleta na história a completar 100 jogos na competição.

Além disso, o lateral direito tem 35 títulos em sua carreira, e se completar 36 com a conquista da Champions League supera Ryan Giggs como atleta com mais títulos na carreira na história.

– Cristiano Ronaldo em busca de recordes pessoais: Nenhum jogador no mundo gosta de ter o seu nome marcado na história mais do que Cristiano Ronaldo. E ele pode escrever o seu nome de várias maneiras após a grande decisão de Cardiff neste final de semana:

* Pode se tornar o primeiro jogador na história a marcar em três finais de Champions League;

* Pode se juntar a Clarence Seedorf como os únicos tetracampeões da UEFA Champions League na história;

* Pode ser o primeiro jogador na história a marcar 3 gols em uma final

– Juventus contra a sina dos vices: A Juventus já chegou em toda a sua história a 8 finais de Liga dos Campeões, mas até hoje conquistou apenas 2 vezes o troféu mais importante da Europa. Neste quesito a vantagem do Real Madrid é incontestável: são 14 finais até aqui com 11 títulos. São 78,6% de aproveitamento para os espanhóis contra apenas 25% dos italianos.

– Prêmios milionários: Até aqui nesta temporada da UEFA Champions League a Juventus já faturou 39,7 milhões de euros, 1 milhão a mais do que os 38,7 milhões ganhos do Real Madrid por ter uma vitória a mais na fase de grupos.

Agora ambos querem engordar ainda mais este porquinho: o campeão vai embolsar mais 15,5 milhões de Euros contra 11 milhóes ganhos pelo vice-campeão.

 

Pronto para mais uma partida decisiva? A grande final da UEFA Champions League acontece neste sábado dia 3 de junho no Millenium Stadium em Cariff no País de Gales às 15h45 no horário de Brasília.

Todas as cotas para apostas já estão disponíveis na Sportingbet.

 

Saiba mais

Confira as cotas para apostar na final da UEFA Champions League na Sportingbet

Deixe um comentário
Compartilhe
Basquete

6 razões para não perder as Finais da NBA 2016/17

Após uma temporada regular de grandes recordes, a NBA inicia hoje as suas finais com o início da Série melhor de 7 entre Cleveland Cavaliers contra o Golden State Warriors, simplesmente os dois últimos campeões da Liga.

Ainda precisa de bons motivos para assistir esta grande decisão? Então não perca tempo e aproveite para apostar agora mesmo em todos os jogos na Sportingbet!

– Primeira trilogia da história da NBA: A NBA já teve diversas dinastias em sua história, como na grande rivalidade entre Celtics e Lakers nos anos 80 ou na hegemonia conquistada pelo Chicago Bulls de Michael Jordan nos anos 90.

Porém, em nenhuma destas eras tivemos por 3 vezes consecutivas as mesmas 2 equipes decidindo a temporada da NBA, o que já faz desta temporada de 2016-17 não só no basquete mas também nas grandes ligas esportivas americanas, onde isso aconteceu em apenas uma vez na história.

– Sete All Stars em quadra: Já faz muito tempo desde que isso aconteceu pela última vez: em 1983. De lá para cá em nenhuma temporada tivemos tantos selecionados para o All Star Game em quadra para a decisão.

Nesta temporada teremos Stephen Curry, Klay Thompson, Draymond Green e Kevin Durant pelos lados do Golden State Warriors e pelos lados do Cleveland Cavaliers teremos LeBron James, Kevin Love e Kyrie Irving.

– Sete dos últimos oito MVPs em quadra: Das últimas 8 temporadas, apenas Derrick Rose, o MVP de 2011 não estará em quadra nesta decisão. LeBon James foi o MVP em 2009 e 2010 pelo Cleveland Cavaliers e 2012 e 2013 pelo Miami Heat. Kevin Durant foi o MVP da temporada 2014 e nos dois últimos anos tivemos Stephen Curry como jogador mais valioso da liga.

– Kevin Durant em busca do primeiro título: Assim como LeBron James em sua primeira passagem pelos Cavaliers, Kevin Durant lutou muito para sem grandes nomes ao lado tentar levar o Oklahoma City Thunder ao primeiro título da sua história.

E como ninguém poderia imaginar que o monstro Russell Westbrook sairia da jaula neste ano, Durant assim como LeBron deixou o seu time para trás e foi tentar a sorte em uma super equipe, desta vez o Golden State Warriors.

Por isso, ninguém deve estar tão motivado para esta final do que Durant, que busca desesperadamente o seu primeiro título de campeão da NBA.

–  LeBron James em sua oitava final de NBA: Esta é a sétima final consecutiva de LeBron James na NBA, com quatro disputadas até aqui com o Miami Heat e mais 3 com o Cleveland Cavaliers. O King fará uma espécie de tira-teima contra os Warriors, contra quem ganhou uma e perdeu outra nos últimos 2 anos.

Até aqui, LeBron James tem 3 anéis de campeão da NBA em sua carreira.

– À procura do Playoff perfeito: aconteça o que acontecer nesta final de NBA, a equipe do Golden State Warriros já entrou mais uma vez para a história com outro recorde conquistado para a franquia: nunca na história da NBA uma franquia chegou até a final com 12 vitórias e nenhuma derrota de recorde nos playoffs.

A máquina de varrer dos Warriors superou o Los Angeles Lakers da temporada de 2000-01, que com uma campanha de 12 vitórias e uma derrota também foi alcançado pelos Cavaliers nesta temporada.

Naquela temporada os Lakers venceram o Philadelphia 76ers na grande final por 4-1.

 

Quem vai vencer nesta temporada? As cotas para apostas já estão disponíveis na Sportingbet!

 

Saiba mais

Confira as cotas para apostar nas finais da NBA na Sportingbet

Deixe um comentário
Compartilhe